Lista de comparação

Busca por imóveis de temporada para o Carnaval cresce este ano

  • fevereiro 20, 2019
  • Midia
  • 0
Busca por imóveis de temporada para o Carnaval cresce este ano

Ainda há imóveis disponíveis para alugar por temporada no Rio. Mas quem deixar para fechar negócio de última hora pode não encontrar mais uma unidade desocupada. Segundo levantamento do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci-RJ), a tendência é de taxa de ocupação próxima aos 100%, registrando um aumento de 15% na procura na comparação com o mesmo período de folia em 2018.

Segundo Laudimiro Cavalcanti, diretor do Creci-RJ, a tendência é de que o Rio esteja lotado no Carnaval. “Muitos visitantes já deixaram imóvel alugado desde o fim de ano”.

Até 2017, os turistas brasileiros estavam mais receosos. Mas o cenário mudou. Hoje, os turistas representam 60% da procura por locação no Rio. Em sua maioria, os visitantes procuram imóveis na Zona Sul, com destaque para Copacabana, Ipanema e Leblon. Além desses bairros, uma região que vem crescendo no interesse dos turistas é o Centro, Lapa, Glória e Catete pela proximidade em relação aos bairros da Zona Sul e ao Sambódromo.

Outro fator que reforça o crescimento dessa região são os valores médios de diárias mais em conta do que os praticados em Copacabana, Ipanema e Leblon. No geral, os valores das diárias permanecem estáveis em comparação ao último Réveillon e ao Carnaval de 2018.

Um outro fato relacionado ao segmento de locação por temporada para o Carnaval é que a oferta de imóveis é crescente. Neste ano, o número de unidades disponíveis está 10% maior do que no passado. É uma excelente oportunidade dos proprietários ganharem um dinheiro extra.

Cuidados no fechamento desse tipo de negócio

Faltam apenas duas semanas para o Carnaval. Os foliões já ficam na contagem regressiva para curtir um dos feriados mais aguardados do ano. Quem aproveita os dias de folga viajando tem a opção de ficar em hotel ou alugar imóvel por temporada. Muitos visitantes optam pela segunda opção por causa dos preços mais acessíveis e privacidade. Porém, é necessário cuidado especial na hora de selecionar a unidade e no fechamento do negócio.

O diretor-presidente da Irigon, Luis Guilherme Russo, advogado especializado em direito imobiliário, faz alguns alertas para os hóspedes. “Há sempre o risco do imóvel não se apresentar da forma anunciada, já que muitas contratações acontecem por telefone ou internet”, explica.

Por isso, é recomendável que o hóspede avalie todas as informações do empreendimento, solicite descrições mais completas e também fotos realistas dos cômodos, além de escolher um site ou serviço indicado. Outra dica é ligar para o condomínio para confirmar a existência da locação.

“Também é importante verificar se o preço está condizente com o mercado. Além disso, é interessante visitar pessoalmente ou pedir para alguém ver o imóvel antes de efetuar o aluguel”, explica Marcelo Dadian, diretor de imóveis da OLX Brasil.

Para saber se o valor ofertado no anúncio está adequado à realidade do local, o visitante pode fazer uma pesquisa para descobrir a média dos valores cobrados na região onde pretende alugar o imóvel.

Economia de até 30%

Para realizar um bom negócio para ambos os lados, os especialistas orientam a necessidade de se realizar um contrato nessa locação por temporada. “Para que não ocorra problemas maiores, tudo tem que ser formalizado em um contrato”, afirma Dadian.

Outra atenção deve ser na hora do pagamento. Aos proprietários, o advogado Russo indica fazer uma sindicância sobre o inquilino. “O Serviço de Proteção ao Inquilinato (SPI) é especializado neste tipo de pesquisa no Rio”, explica.

Além disso, os proprietários devem exigir garantias, como depósito ou caução, para o caso de existirem danos na entrega das chaves. Para segurança de quem está alugando também o imóvel, existem inúmeros sites que oferecem medidas de segurança. Porém, nunca se deve deixar de tomar também precauções a mais, como realizar apenas o pagamento da metade do valor.

Entretanto, especialistas apontam vantagens nesse tipo de negócio. “Eles podem economizar até 30% no preço da hospedagem e de refeições, como proporciona lavar roupas sem custos adicionais e ainda amplia as opções para quem deseja levar um animal de estimação na viagem”, finaliza Russo.

 

Fonte: jornal O Dia, 20/fev/2019

Confira aqui outras notícias da Irigon na mídia.

Artigos relacionados

Você sabe como é calculada a taxa de um condomínio? Entenda

Com ajuda de especialista, G1 SC preparou um passo a passo para facilitar o entendimento tanto...

Continue lendo

Especialistas alertam para os cuidados necessários para a utilização do playground

Durante as férias escolares, as crianças costumam utilizar ainda mais as áreas comuns do...

Continue lendo

De olho no playground

Durante as férias escolares, as crianças costumam utilizar ainda mais as áreas comuns do...

Continue lendo

Junte-se à discussão

WhatsApp Fale com a Irigon